Cultura Organizacional: a empresa muito além do produto
por César Nivinscki
A cultura organizacional já foi definida como “o jeito que as coisas são feitas em uma empresa”. E não deixa de ser verdade. Afinal, a cultura organizacional define os valores e a identidade das organizações, diferenciando-as de outras empresas. Mas nem sempre é fácil defini-la. É preciso refletir a imagem que a empresa deseja passar externamente, bem como os processos que precisam ser realizados internamente para que a mesma seja enraizada e repassada aos colaboradores.
 
No geral, costumamos dar maior relevância para a parte de cima do iceberg organizacional, onde se encontram os produtos, serviços e significado da marca. Contudo, o aprofundamento no seu histórico, suas crenças e seus heróis apresentam os reais motivos pelos quais a empresa estar onde está, bem como sinaliza para os comportamentos futuros. Atuar sobre os fatores culturais das empresas possibilita efetiva mudança organizacional e forte sustentação para execução de estratégias de negócio.
 
Uma boa cultura organizacional traz não só o desenvolvimento de processos, mas também soluções para problemas de adaptação externa e integração interna. Um exemplo foi a Ambev, que em 2006 teve problemas judiciais relacionados a gestão de pessoas. Para que a cultura fosse mudada, além de melhorar na área problemática, captou novos talentos, valorizou os antigos, criou uma universidade de treinamento e ainda implantou o “Programa de Sucessores”, que prepara os colaboradores para cargos avançados. Isso tudo após um ano da crise. Para isso, focou em três princípios: um sonho para guiar e motivar a equipe em um caminho único, a atração de novos talentos - e recursos para mantê-los na empresa - e a criação de líderes. Tais ações tomadas pela Ambev só foram possíveis com definições da sua cultura organizacional, tendo por consequência, alterações no seu modelo de gestão. Aliás, o modelo de gestão está ligado diretamente com a cultura organizacional, já que trabalha conforme os valores e crenças da empresa.
 
Quando há a identificação de uma cultura organizacional fraca há um choque entre os valores da empresa e dos seus funcionários. A incompatibilidade entre as crenças acaba influenciando diretamente na produção e impactando na gestão. Independente do tamanho da empresa, sempre haverá uma cultura organizacional já instituída. Seja ela forte ou fraca, será a responsável por direcionar seus membros a uma gestão de qualidade e fiel àquilo que se crê e valoriza.

Sócio-consultor da Prisma Resultados
contato@prismaresultados.com.br Av. Dom Pedro II, 1240 • conj. 503
Ed. Royal Center • CEP: 90550-141
Porto Alegre • RS
Copyright © 2013 Prisma Resultados. Todos os direitos reservados